Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Reflexão do Evangelho - Sexta-feira, 02 de dezembro

Imagem
Reflexão do Evangelho Sexta-feira, 02 de dezembro Mt 9, 27-31- Cura de dois cegos                 A costa do mar da Galileia, descrita por Flávio Josefo, destacava-se “pela natureza extraordinária e pela beleza encantadora”. Lá, ao longo do lago de Genesaré, estendiam-se diversos e pequenos vilarejos, dos quais a pequena cidade de Cafarnaum, onde viviam Simão Pedro e seu irmão André. Certa feita, percorrendo os caminhos da região, dois cegos vem ao encontro de Jesus, clamando: “Filho de Davi, tem compaixão de nós! ”. O título “filho de Davi” traduz a expectativa popular da vinda do Messias, anunciado a Davi pelo profeta Natan e cuja promessa fora muitas vezes reiterada por Isaías, Jeremias e outros profetas. O mesmo título foi utilizado pelo anjo Gabriel no anúncio a Maria, e o evangelista S. Mateus diz que Jesus o merece juridicamente, por ser “da casa de Davi”. Exprimindo confiança em Jesus, como enviado de Deus, os dois cegos clamam por misericórdia. No entanto, o M

Reflexão do Evangelho - Quinta-feira, 01 de dezembro

Imagem
Reflexão do Evangelho Quinta-feira, 01 de dezembro Mt 7, 21.24-27- Os verdadeiros discípulos                 Aos olhos de Jesus, não escapava o andar arrogante dos doutores da Lei, que mantinham uma atmosfera de falsa piedade e de formalismos cultuais. Sem desprezá-los, mas querendo preservar os Apóstolos desse perigo, recomenda-lhes: “Nem todo aquele que me diz ‘Senhor, Senhor’, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que pratica a vontade de meu Pai que está nos céus”. Para ser salvo, não basta aparentar piedade, é necessário ter uma fé autêntica, fundada no cumprimento da vontade do Pai e na prática do bem. A dicotomia entre o “dizer” e o “fazer” é desconhecida a Jesus para quem dizer é fazer ( rhêma , em grego, ou dâbâr , em hebraico). Por conseguinte, dizer “Senhor, Senhor”, é comprometer-se a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus e a testemunhar a sua mensagem, que significa para o discípulo, embora ele se reconheça pecador e indigno, salvação e comunhão

Reflexão do Evangelho - Quarta-feira, 30 de novembro

Imagem
Reflexão do Evangelho Quarta-feira, 30 de novembro Mt 4,18-22 - Vocação dos quatro primeiros discípulos         Num dia comum, Jesus caminha junto ao mar da Galileia e, como por acaso, encontra Pedro e seu irmão André. Ambos eram pescadores e dirigiam uma pequena empresa pesqueira à margem do lago de Genesaré. Vendo-os, Jesus não os saúda, nem mesmo diz quem Ele é, simplesmente, lança um apelo: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. “Eles, imediatamente, deixaram as redes e o seguiram”. Adesão a Cristo, que lhes confere uma nova orientação de vida, a de serem “pescadores de homens”. Com a atitude de desprendimento e de renúncia, eles dão os primeiros passos para a mais bela missão, que os conduziria a uma fé incondicional em Deus. Mais do que ouvintes de seus ensinamentos, eles irão tomar parte ativa em seu ministério e serão, mais tarde, após sua partida, aqueles que irão anunciar a salvação a todos os povos e nações. Um pouco mais adiante, o mesmo se deu c