Reflexão do Evangelho - Sexta-feira 30 de Janeiro

Reflexão do Evangelho
Mc 4, 26-34 - Parábola da semente que germina por si só
Sexta-feira 30 de Janeiro
      
          Nas parábolas do Reino, Jesus destaca que a iniciativa é sempre de Deus. Embora os meios sugeridos sejam bem simples: fermento ou semente, os resultados são extraordinários. De forma discreta e humilde, o Reino de Deus, à maneira de uma semente, cresce em nosso coração, sem que haja uma nova intervenção do semeador. “O seu crescimento, no dizer de S. Gregório Magno, é constante: no início, quando começamos a fazer o bem, somos ainda erva, mas quando progredimos na prática do bem, crescemos e chegamos a ser espigas. Finalmente, já sólidos na prática do bem, alcançamos a perfeição e, como espigas, seremos grãos maduros”.
        A grande novidade não é que o Reino de Deus se desenvolva gradualmente, mas sim o fato de ele, na pessoa do Mestre, inserir-se em nossa história, superando tudo quanto se dera anteriormente. Podemos aceitá-lo, deixando que a semente produza seus frutos, ou rejeitá-lo, permanecendo presos ao sentido literal e imediato da mensagem, sem chegar ao seu sentido espiritual. Jesus pretende que sua pregação não tenha sido em vão, mas que a sua Palavra cresça em nós como força transformadora e renovadora. O caminho poderá ser árduo, mas não nos faltará a centelha da inextinguível luz divina, comunicada pelo Pai, guiando-nos e trazendo-nos consolo e alegria.   

          O que importa é a presença constante e atuante de Deus e a nossa acolhida paciente e confiante. Problemas, dificuldades, surgirão. Porém, a verdade, que nos transfigura, só é alcançada no abandono do amor e na acolhida silenciosa da presença de Deus em nossa vida. Silenciar-se não é calar-se, mas é ser interiormente livre para doar-se generosa e gratuitamente a Deus e aos irmãos. Calam-se então as vozes do medo e das ilusões, não mais o drama de temer o juízo nem de merecer a justificação ou a salvação, mas sim o sublime e místico desejo de alcançar a santidade, plenitude de vida. Só uma certeza nos anima: “O Reino de Deus está em nós”.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão do Evangelho de Lc 13, 31-35 - Herodes, uma raposa - Quinta-feira 30 de Outubro

Reflexão do Evangelho de Lc 11, 1-4 - A oração do Pai-Nosso - Quarta-feira 08 de Outubro