Reflexão do Evangelho de sexta-feira 30 de outubro



Reflexão do Evangelho de sexta-feira 30 de outubro

Lc 14, 1-6 - Cura de um hidrópico



       Num dia de sábado, Jesus almoça na casa de um dos chefes dos fariseus. A casa está repleta. Curiosos, todos olham para Ele com intenções pouco fraternas e amigas, buscando descobrir alguma falha ou erro para acusá-lo e denegri-lo. Ele não se sente intimidado. Sem hesitar, aproximou-se de um homem enfermo, toucou-o e o curou, provocando espanto e repúdio dos representantes do povo. Seu gesto, porém, fala mais alto que qualquer palavra, o bem é praticado e o sentido espiritual do sábado é priorizado, permitindo que os discípulos “reconheçam o sábado, lembra S. Cirilo de Alexandria, como dia do sacrifício agradável a Deus. De fato, o milagre torna-se uma oferta de suave e doce fragrância espiritual, apresentada ao Pai misericordioso, bom e pleno de amor”.

       Os doutores da Lei e os fariseus percebem no que ocorreu uma oportunidade para caluniá-lo. Em sua sabedoria, Jesus não cede: com ênfase, Ele revela a falsidade do legalismo farisaico e aponta para a finalidade querida por Deus ao instituir o sábado, perguntando-lhes se, nesse dia, era ou não lícito fazer o bem e curar os enfermos. O silêncio é total. Em lugar, porém, de acolher os seus ensinamentos, eles não deixam de hostilizá-lo e continuam substituindo o espírito da Lei por suas prescrições e normas cultuais.  

       Muitos dos autores antigos, referindo-se a este episódio, como S. Atanásio, lembram que a cura proclama o gesto salvador do Senhor, a sua Ressurreição, celebrada no domingo. S. Justino situa o sábado no contexto de um “apelo à prática da santidade”. Por conseguinte, o Senhor quer preservar seus seguidores do “fermento dos fariseus” e levá-los a compreender que o sábado proclama justamente a ação salvífica e misericordiosa de Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão do Evangelho de Mt 21, 33-43 - Parábola dos vinhateiros homicidas - Domingo 05 de Outubro

Reflexão do Evangelho de Mt 16, 24-28 - Condições para seguir Jesus - Sexta-feira 08 de Agosto

Reflexão do Evangelho de Mt 14, 13-21 - Multiplicação dos pães (primeira) - Domingo 03 de Agosto