Reflexão do Evangelho de segunda-feira 23 de novembro




Reflexão do Evangelho de segunda-feira 23 de novembro
Lc 21,1-4 - O óbolo da viúva

       Certa feita, Jesus encontrava-se na praça interna do Templo, chamada “pátio das mulheres”, onde estava o cofre para a coleta das ofertas. Muitos se aproximavam do local e jogavam mancheias de dinheiro, como aquele rico homem que lançava as moedas no piso de pedras, despertando a curiosidade de todos. A atenção de Jesus, no entanto, foi atraída por uma pobre viúva, maltrapilha, que depositou no cofre duas moedas de pequeno valor. O Mestre chamou os discípulos e lhes disse: “Olhai para esta mulher. Pois bem, foi esta pobre viúva que lançou mais do que todos”.   
       O gesto daquela mulher tocou profundamente Jesus, pois sua generosidade era prova da entrega total e confiante de sua vida a Deus. Ela podia muito bem reservar algo para si, com todo direito. Mas, acima do que lhe cabia por justiça, ela vive o desprendimento e se coloca integralmente nas mãos de Deus. A esse respeito, diz S. Ambrósio: “A dádiva da viúva foi medida, não pelo peso, mas sim pela gratuidade de sua entrega”. Porque, acrescenta S. Jerônimo, “quem não possui nada pode ter tudo, enquanto quem detém muitas coisas pode carecer da condição de possuir o essencial”. 
       Aquela pobre viúva traduzia, de modo concreto e incisivo, o mandamento de amar a Deus com todas as suas forças ou, segundo o pensamento judaico, com todas as suas posses terrenas. Os Apóstolos percebem que, mediante o gesto daquela mulher, Jesus ensina-lhes que a confiança em Deus não pode ter limites. É decisivo abraçar a simplicidade e o desapego para poder se doar, sem reservas, à missão evangelizadora, e viver a verdadeira fraternidade.
A pobreza não consiste em não ter, mas na capacidade de doar-se a Deus e aos irmãos. Então, qual farol em meio aos rochedos da ganância e do egoísmo, a pobre mulher abre espaço para a recomendação final de Jesus: “Quem pensa ganhar o mundo inteiro para salvar sua vida, vai perdê-la; mas, o que perder a sua vida por causa de mim e do Evangelho, vai salvá-la”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão do Evangelho de Lc 4, 16-30 - Jesus em Nazaré - Segunda-feira 01 de Setembro

Reflexão do Evangelho de Jo 2, 1-11 - Bodas de Caná - Domingo 12 de Outubro