Reflexão do Evangelho de quinta-feira 11 de fevereiro



Reflexão do Evangelho de quinta-feira 11 de fevereiro
Lc 9,22-25 - Condições para seguir Jesus


       Justamente após a profissão de fé do Apóstolo S. Pedro, os discípulos encontram-se diante de um novo enigma: Jesus lhes anuncia sua paixão e morte. Alimentando o sonho de um Messias político, perturbados e preocupados, eles escutam suas palavras, sem ousar pedir-lhe um esclarecimento. 
       Ao longo do caminho, Jesus se volta para os discípulos, que deveriam estar prontos a tudo, e diz-lhes: “Se alguém quer vir após mim, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz cada dia e siga-me”. Seguir Jesus não é apenas acompanhá-lo ou ir atrás dele, mas é participar de sua vida e de sua cruz; é estar preparado a sacrificar a própria vida no anúncio do Evangelho, pois assim como o Mestre, eles certamente encontrarão resistência.
Então, visando animá-los, Jesus lhes apresenta uma exigência paradoxal: “Quem quer salvar a vida, vai perdê-la, mas o que perder a sua vida por causa de mim, esse a salvará”.  Orígenes dirá que “perder a vida por causa de mim”, não só significa perder a vida por causa dele, mas “por causa de sua união com Ele”. Assim, ser seu discípulo, anunciando a boa notícia da vinda e da proximidade do Reino de Deus, é partilhar de seus sofrimentos e de sua glorificação; “carregar a sua cruz” é trilhar o caminho de Jesus, que já constitui experiência de salvação no crucificado ressuscitado.  
Pouco a pouco, os discípulos começam a entender que a comunhão com Jesus é oferta de salvação de Deus à humanidade inteira, o que os levará a ver as situações e as pessoas de outro modo, assim como o Senhor os olhava: com olhos de acolhida, perdão, benevolência, compreensão. Esse episódio retrata uma das mais belas e densas lembranças da convivência dos discípulos com Jesus: a oferta de salvação na convicção de que Deus vai reinar.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão do Evangelho de Lc 4, 16-30 - Jesus em Nazaré - Segunda-feira 01 de Setembro

Reflexão do Evangelho de Jo 2, 1-11 - Bodas de Caná - Domingo 12 de Outubro