Reflexão do Evangelho de quinta-feira 22 de setembro





Reflexão do Evangelho de quinta-feira 22 de setembro
Lc 9, 7-9 - Herodes e Jesus

Perplexo e temeroso, Herodes ouvia falar de Jesus e de sua pregação em toda a Galileia. Apreensivo, perguntava quem era Ele. Alarmou-se quando alguns disseram ser João Batista, que tinha aparecido novamente e era aclamado pelas multidões. Outros afirmavam ser Elias, o qual, segundo se dizia, não tinha morrido, mas somente tinha sido arrebatado aos céus e cuja volta era esperada. Ainda aos seus ouvidos, soavam as denúncias de João Batista e suas interpelações proféticas, retomadas por Jesus, que o exortavam a se colocar no horizonte ético-jurídico da Aliança de Deus, o que implicava arrependimento e penitência.  A consciência de culpa, novamente ela, passava a incomodá-lo fortemente, como castigo antecipado.
Herodes sente-se inquieto, pois, no dizer de Teodoro de Heracleia, “O que lhe sucederia se João voltasse a usar, de modo ainda mais decisivo, a sua cáustica liberdade de palavra? Motivo para ele de terror e de frustração, pois João trazia a público as suas ações desonestas”.  Embora não manifestasse nenhum arrependimento, por ter mandado decapitá-lo, Herodes o temia, sem deixar de respeitá-lo como grande profeta e servo de Deus. A atitude de João, fiel à vontade de Deus e à sua Lei, o impressionava e o deixava preocupado.
Para Herodes, a situação é dramática. Antes, João Batista, agora, Jesus, que questiona e exige conversão e, portanto, a necessidade de voltar-se para Deus na dedicação misericordiosa ao próximo. O apelo do Senhor, fundado na Aliança feita por Deus, é sinal de esperança tanto para Israel como para todos os povos. Talvez, em seu íntimo, Herodes alimentasse a intenção de mudança de vida e o desejo de ser mais coerente em suas ações e decisões.  Esse conflito interior, que desde muito o persegue e o atormenta, irá se manifestar no momento do julgamento de Jesus.

Dom Fernando Antônio Figueiredo, OFM

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Reflexão do Evangelho - Lc 21, 5-19 - A ruína de Jerusalém e o fim dos tempos - Terça-feira 25 de Novembro e Quarta-feira 26 de Novembro